AUTONOMIA É O CAMINHO

Este Blog luta pelo verdadeiro Federalismo.
Onde cada unidade federativa do Brasil terá autonomia para fazer sua legislação, e adminstrar seus proprios recursos.
E as injustiças politicas e fiscais entre as unidades da federação serão eliminadas com o Federalismo.
No Brasil tudo passa por Brasilia, sendo que o caminho pode ser encurtado.
O BLOG NÃO TEM RELAÇÕES COM O PARTIDO FEDERALISTA.APESAR DE APOIAR ESTE PARTIDO.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Confederação das Tribos de Israel

 Por volta de 1250 a 1050 a.C. após a lendária passagem de Moisés pelo mar Vermelho ,depois de um processo de assentamento, houve uma significativa mudança política na região onde hoje conhecemos como Palestina e Israel.Haviam 12 (o numero varia conforme o texto bíblico) tribos nesta região,que se reunirão numa unidade, onde elas mantinham um poder autônomo, e descentralizado.Cada tribo era controlada, ou governada por um juiz.
 Este sistema é considerado por muitos historiadores, como uma "confederação" de tribos, que dava liberdade a autonomia para cada tribo agir politicamente dentro dos seus limites tribais.
 Os lideres destas tribos se reuniam na bíblica e lendária cidade de Siquém, onde formou-se a assembléia de Siquém, que tomava as decisões interessantes para o conjunto das tribos.Nesta confederação não haviam impostos,poder, e nem mesmo um exercito unificado.
 Cada tribo, era dividida em clãs, e cada clã era um conjunto de familias, e a familia era a unidade básica da sociedade.Era um sistema democrático, se analisarmos os padrões daquela época.
 O sistema tribal, durou por cerca de 200 anos, e acabou devido a ganância dos homens por poder, onde a monarquia foi imposta a força na Palestina.
 Muitos afirmam que a Confederação das Tribos de Israel, foi a primeira nação realmente democrática e federalista do mundo.Ja outros defendem a Confederação da tribos como uma forma de anarquismo ou comunismo primitivo, entre estes se encontram os radicais protestantes que interpretavam a bíblia, com instruções para a formação de um socialismo.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Proporcionalidade dos Votos




































Estão listados acima a proporção entre o numero de habitantes de um estado, e o numero de deputados federais.Como vemos, existe uma desproporcionalidade entre os estados.
Onde dependendo do estado o voto do cidadão pode ter maior ou menor valor.
http://www.oragoo.net/quantos-deputados-federais-tem-cada-estado-do-brasil/




segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Florianópolis ou Nossa Senhora do Desterro?

Atual Desterro
 O nome da capital catarinense, é uma questão histórica e polêmica.Pois para a maioria dos catarinenses, esse nome Florianópolis é uma humilhação, pois este nome foi imposto por Floriano Peixoto, como castigo.Ja que a população de Desterro, apoiou aclamou o Exercito Federalista. Tanto que, a população local, diante das tropas federalistas, declarou a independência da Região Sul, do Brasil, onde Desterro, passaria a ser a capital desta nova nação.
 Porém o tempo passou, e as tropas legalistas de Floriano Peixoto, entraram em Desterro, e massacraram civis e revoltosos, que estavam na ilha de Santa Catarina.E como castigo, Floriano Peixoto ordenou que a capital catarinense, mudasse seu nome para Florianópolis.
Floriano Peixoto
 Existe atualmente na capital catarinense, o Movimento 100 anos de Humilhação, que luta para que a cidade volte a ter o nome antigo.Porém a população local, esqueceu o significado humilhante que o nome Florianópolis reflete.Muitos acreditam nas falsas histórias criadas por governos posteriores a Floriano Peixoto, de que a cidade foi libertada dos gaúchos, e que o nome seria uma homenagem ao "amado" Floriano.
 Outra questão que foi esquecida, foram os ideais, da população da época, tanto separatistas, quanto federalistas.Poucos habitantes da atual Florianópolis, tem conhecimento sobre o que foram estes acontecimentos históricos, e o que são estas ideologias políticas.E os motivos para que os antigos moradores, defenderam com suas vidas, estas ideologias.

http://www.libertaria.pro.br/sc_republica.htm

Bairrismo

República do Café com Leite
 É chamado de bairrista aquele que vê os interesses do seu bairro ou região acima dos interesses do todo, ou seja acima dos interesses nacionais.Apesar deste termo ter ganho uma certa conotação negativa.Pois, quem é considerado bairrista, sofre acusações de ter uma visão egoísta e estreita do mundo, que menospreza o que vem de fora.
 Bairrista, não é nada mais que aquele, que quer o melhor para sua região, e vê maior importância em sua região pelo obvio fato que é ali que este individuo reside.E é normal do ser humano dar prioridade para o lugar onde vive.Você não  iria querer concertar a casa do vizinho, em vez de concertar sua casa, sendo que sua  casa também tem problemas.Nesse caso o óbvio é que você daria prioridade a sua casa.

Bancada Nordestina
 No Brasil nós temos um histórico bairrismo regionalista, onde os políticos sempre dão prioridade a sua região, como a política do café com leite. E isso as vezes pode prejudicar o desenvolvimento de outras regiões com menores poderes políticos.Vemos exemplos disso na bancada nordestina, que ja prejudicaram estados como o Rio de Janeiro, tirando o dinheiro do petróleo daquele estado, claro que políticos de outros estados também aprovaram a medida.Além de outras medidas que prejudicaram as outras unidades da federação e beneficiaram o nordeste.E isso aliado, a desproporcionalidde no numero de deputados federais, faz com que regiões tenham mais poder que outras.
 O bairrismo não é prejudicial, acredito que cada estado deve eleger políticos que lutem por sua região, e que tenham um certo sentimento de amor a terra, e demonstrem isso, seguindo costumes e tradições de sua terra.

domingo, 26 de setembro de 2010

Diferenças Culturais

 O Brasil é um país, que une as mais diversas etnias do mundo.Mas dentro do Brasil vemos diferenças culturais gigantescas.Fato de séculos de desenvolvimento cultural.E também dos diversos povos que colonizaram em cada região e mesclaram sua cultura.A cultura aqui não é diferente pelo idioma e sim no folclore, nos hábitos e nas tradições.
 Na região sul temos uma forte influencia de diversas regiões da europa, que mesclaram suas culturas com os nativos, e isso pode ser exemplificado nos hábitos como o chimarrão que começou com os indígenas no Paraná e em Santa Catarina, e se espalhou pela região sul do Brasil e para outros países através dos tropeiros, e hoje esta tradicional bebida é consumida por sulistas de diversas origens.No norte a cultura indígena é a mais conhecida, mas influencias como a dos nordestinos e dos portugueses são muito fortes na região.O nordeste a mescla de costumes africanos,europeus e indígenas fazem com que na região exista uma diferença cultural muito grande.O Centro-Oeste, também é outra mescla que reúne tradições sulistas, e dos nativos.O sudeste ja é uma mescla devido a migrações internas.Mas cada estado tem suas características próprias.
Estereótipo Brasileiro
 O problema é que a mídia nacional mostra sempre os mesmos estereótipos nas regiões.E a cultura da região sudeste principalmente a cultura do estado do Rio de Janeiro, é vista como uma cultura padrão.A mídia nacional da pouco espaço para as outras culturas.Pouco se vê na televisão cantores regionalistas tanto gaúchos, quanto nordestinos, ou de qualquer outra região.
 A liberdade cultural, também é algo a ser questionado.Muitas vezes pessoas vindas de outras regiões podem sofrer preconceitos, por terem um sotaque diferente.Ainda mais quando, existe problemas urbanos e migrações descontroladas como no estado de São Paulo.
 Todas as culturas devem ser respeitadas, ninguém deve se impor sobre ninguém.Os migrantes devem respeitar e assimilar a cultura local.Como os "nativos" devem aceitar a cultura de fora.Deve existir um respeito mútuo.Senão movimentos xenófobos vão ganhar força.A mídia deve fazer sua parte e valorizar a cultura nacional, de todo o país e não apenas de um estado.E vem de cada cidadão manter seu folclore,sua cultura e suas tradições.Não podemos nos deixar levar pela midia e sua cultura de massa.

Partidos políticos reconhecidos no Brasil

PARTIDOS DE ESQUERDA
Partido Comunista Brasileiro-PCB
Partido Comunista do Brasil-PC do B
Partido Socialista Brasileiro-PSB
Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados-PSTU
Partido Socialismo e Liberdade-PSOL
Partido da Mobilização Nacional -PMN
Partido da Causa Operaria-PCO
Partido Democrático Trabalhista-PDT

PARTIDOS DE CENTRO-ESQUERDA
Partido do Trabalhadores-PT
Partido da Social Democracia Brasileira-PSDB
Partido Popular Socialista-PPS
Partido Humanista da Solidariedade-PHS
Partido Social-Democrata Cristão-PSDC

PARTIDOS DE CENTRO
Partido do Movimento Democrático Brasileiro-PMDB
Partido Verde-PV
Partido Trabalhista do Brasil-PT do B
Partido Renovador Trabalhista Brasileiro-PRTB
Partido Trabalhista Nacional-PTN
Partido Social Cristão-PSC

PARTIDOS DE CENTRO-DIREITA
Partido da República-PR
Partido Trabalhista Brasileiro-PTB
Partido Trabalhista Cristão-PTC
Partido Republicano Progressista-PPR
Partido Social Liberal-PSL
Democratas-DEM

PARTIDOS DE DIREITA
Partido Progressista-PP
Partido Trabalhista Cristão-PTC

No Brasil, não temos uma fidelidade com a ideologia do partido.E isso vemos nas coligações, onde partidos de direita se aliam com partidos de esquerda.Onde as ideologias partidárias, não tem nenhuma relação.A unica coisa pensada nestes momentos são os interesses politiqueiros.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_partidos_pol%C3%ADticos_no_Brasil

sábado, 25 de setembro de 2010

Estado Laico

Parlamento de Ancara
 Os usuários da internet, estão vendo, e recebendo por e-mails uma "enxurrada" de videos e apelações religiosas, que falam a respeito das eleições.Muitas destas mensagens apelativas envolvem os nomes de religiões pedindo para votar ou não votar em certos candidatos.Muitas vezes com apelações exageradas citando o nome de Deus e acusando os opositores de serem o anti-cristo.
 O Brasil é um estado laico, onde cada religião pode ser praticada livremente sem o envolvimento do estado.Porém o que vemos é um crescimento de bancadas, ligadas a religiões.Estas bancadas, tentam impor leis, ou impedir a aprovação de outras leis, de acordo com suas doutrinas religiosas.Nada de grave , se isso não vir a prejudicar a democracia e as liberdades que um individuo possui.
 Alguns países, que se consideravam laicos, estão passando por problemas internos.Como a Turquia, que por ser um país de maioria muçulmana. Por conseqüência também possui maior numero de políticos praticantes desta religião, e destes políticos uma minoria de fundamentalistas tenta impor a leis Islâmica.Ou alguns fundamentos dela, como o uso do véu das universitárias.Pois la em lugares públicos esse tipo de manifestação religiosa é proibido, devido o medo que ocorram conflitos religiosos naquele país.

 O que não podemos admitir no Brasil é um excesso de influencia, da religião sobre o governo.Religião é um grande bem para os indivíduos, pois ajuda pessoas desamparadas a encontrarem um rumo ético e correto.Lógico que o fanatismo é um mau enorme.Mas religião e estado devem se manter separados, pois a história nos prova que religião e estado juntos, prejudicaram muito mais do que ajudaram as pessoas.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Brizola, o ultimo dos Maragatos?

 Itagiba de Moura Brizola, foi um importante político Brasileiros, integrou o PDT, e foi iniciado na vida política por ninguém menos do que Getúlio Vargas.Foi eleito para governar dois estados, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.Antigo integrante do PTB, foi um dos fundadores do PDT.
 Passou a se chamar Leonel Brizola em homenagem a Leonel Rocha, um herói maragato do Rio Grande do Sul.
Apesar, de ser chamado de "o ultimo dos maragatos", e muitas vezes aparecer em público utilizando o lenço vermelho, tradicional dos maragatos.Leonel Brizola, tem uma forte ligação com organizações de extrema esquerda.Como a internacional socialista, da qual o próprio Brizola foi presidente de honra.E o seu partido PDT, tem poucas relações ideológicas com os dois partidos dos maragatos que existiram, Partido Federalista, e Partido Libertador.Apesar de Brizola ter lutado contra uma tirania como os maragatos gaúchos, ele lutava pela instalação de uma outra tirania, uma tirania de cor vermelha como a cubana.Até hoje os seus seguidores, e membros do PDT, usam o lenço vermelho e se auto-proclamam maragatos.
 Então Brizola utilizou o nome dos maragatos gaúchos, pois sua ideologia de esquerda, nada tinha de relação com as ideologias liberais, libertadoras e federalistas dos verdadeiros maragatos.E os seguidores deste que se auto-proclamam maragatos, possuem uma grande falta de conhecimento sobre história do que é ser um maragato.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Brizola
http://artigos.netsaber.com.br/resumo_artigo_540/artigo_sobre_brizola,_o_ultimo_dos_maragatos
http://pt.wikipedia.org/wiki/Partido_Libertador
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pdt

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Qual é o papel do Partido Político?

 Vemos nestas eleições umas série de siglas de partidos políticos.Com os mais diversos tipos de candidatos, dos sérios e com propostas aos candidatos bizarros e palhaços sem proposta nenhuma.O que pouca gente sabe é que ao votar num candidato destes do tipo bizarro, o voto não é apenas no candidato o voto é para o partido deste candidato.E muitas vezes os eleitores desconhecem o partido deste candidato.E "sem querer" acabam elegendo candidatos indesejados.
 O que pouca gente sabe, é que cargos como deputados e vereadores, o voto não é para o candidato, o voto é para o partido.Porém no Brasil, culturalmente não votamos numa ideologia partidária, votamos num candidato, e muitas vezes quando votamos fazemos uma "salada política". Onde elegemos candidatos de diferentes partidos e coligações, e como todo sabemos existe um jogo político, onde um partido quer prejudicar o oposto.E como exemplo, se temos um prefeito do Partido ou coligação A, e elegemos uma câmara de vereadores da coligação ou Partido B.Sabemos que o desenvolvimento da cidade pode parar, pois uma coligação vai tentar prejudicar a outra.Isso é triste mais infelizmente é a realidade brasileira.É a chamada turma do contra.
 Talvez essa seja uma desvantagem do presidencialismo, pois em um governo como o parlamentarismo, quem governa é o partido que possui uma maioria no congresso.Através de coligações e alianças políticas.Onde a "turma do contra", tem pouca influencia ou sequer existe.
 Claro que votar em todos os candidatos apenas por estarem num certo partido também não é o correto, fatores como ética de governo e competência, são mais importantes que o partido.
 O partido é um grupo legalmente constituído que serve para representar uma ideologia política.E os candidatos deste partido na teoria devem ser os representantes que vão lutar para colocar estas ideologias em prática nos meios políticos, enquanto estes governarem.

Lenço Vermelho

 É muito comum na região sul do Brasil, a influência da cultura gaúcha.Talvez por migrações dos gaúchos para as regiões mais ao norte.Ou talvez essa seja a cultura popular da maioria da região sul e assimilada de maneira incorreta só ao estado do Rio Grande do Sul.Vemos em muitos locais a presenças de CTG's até mesmo em cidades onde não existe forte influencia da cultura e dos hábitos gaúchos como na cidade de São José-SC.E quando perguntados sobre o que é um gaúcho a resposta é unânime, gaúcho é um grupo cultural, e não quem nasceu em um estado.
 Ao analisarmos a vestimenta das pessoas que utilizam trajes gaúchos (Pilcha), vemos que a grande maioria dos "pilchados"  tem preferência pelo lenço vermelho.O que poucos destes que usam o lenço vermelho sabe, é o significado deste lenço, e que a muitos anos nos estados do sul, utilizar um lenço vermelho significava estar filiado ao Partido Federalista.
 O famoso lenço vermelho dos Maragatos, este lenço poderia significar a vida ou a morte, de uma pessoa nos campos de batalha da revolução Federalista.Apesar de que em certos momentos históricos o lenço branco, foi utilizado pelos maragatos, mesmo sendo considerado o lenço dos chimangos os inimigos mortais dos maragatos.Dois momentos em que maragatos utilizaram o lenço branco foi na primeira revolução federalista, pois muitos maragatos eram filiados ao Partido Blanco no Uruguai.Outro momento foi a guerra do Contestado, onde os maragatos apoiaram os rebeldes messiânicos, onde o líder dos messiânicos tinha a cor branca como simbolo.
 Hoje o lenço pode ter perdido o significado para a maioria dos que usam, porém sua história nunca será perdida.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Principais candidatos falam sobre o Pacto Federativo

MARINA SILVA
Estabelecer em todos os níveis políticas públicas que assegurem a efetivação do pacto federativo esperado pelos pilares que sustentam a constituição federal, de forma que se promova o desenvolvimento dos estados nas regiões mais desfavorecidas e o municipalismo com responsabilidade, garantindo que os recursos disponíveis sejam compatíveis com as responsabilidades outorgadas e assumidas pelos entes federados e que estes por sua vez organizem suas demandas compatibilizando vocações culturais e naturais e efetivem sua autonomia para incrementar suas receitas com responsabilidade e participação social, seja por conselhos locais, seja pelo empreendedorismo socioambiental.


JOSÉ SERRA

O ex-governador disse que estará ao lado das cidades e afirmou que, para ele, não tem problema pequeno.
"A parceria com os prefeitos tem que ser estreita, reconhecê-los como integrantes do pacto federativo, respeitá-los como titulares de uma esfera da federação. A máxima de Minas é minha máxima quando fui governador, prefeito: diminuir os gastos do governo com o governo para ter mais com o que gastar com os municípios, com as pessoas."




DILMA ROUSSEFF

 Lá estão referências a um Sistema Nacional de Meio Ambiente, um Sistema Nacional de Cultura, um Sistema Nacional de Saúde e até mesmo um "Sistema Nacional Articulado de Educação" para "redesenhar o pacto federativo e os mecanismos de gestão".
Ao abordar a "democracia participativa", o programa de Dilma manteve a tese de criação de um "grande pacto dos entes federativos" para debater "questões cruciais como o do bom funcionamento do SUS" e a "qualificação do sistema educativo". Nele se pede, ainda, a constituição de "um novo arcabouço jurídico-administrativo" que seja "coerente e afinado" com um "Projeto Nacional de Desenvolvimento democrático e popular".

UM PONTO POSITIVO NISSO
É comum candidatos a presidência falarem no fortalecimento dos estados e municípios, porém como sabemos, depois das eleições dificilmente essas promessas vão se tornar alguma coisa prática.Mais o ponto positivos é que os candidatos ja tem uma noção que algo precisa mudar.Que precisamos de um federalismo pleno, federalismo tanto fiscal quanto legislativo.Só falta o povo acordar e cobrar por maior autonomia estadual e municipal.Senão o Brasil como uma grande nação, vai acabar se corrompendo por culpa deste centralismo corrupto.



http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u731293.shtml
http://www.minhamarina.org.br/blog/2010/06/h-novo-pacto-federativo/
http://www.noticiasagricolas.com.br/noticias.php?id=71053&fonte=clipping

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Federalismo VS Nazismo

 Sabe-se que o Federalismo faz oposição a qualquer tipo de tirania ou totalitarismo, diferente do nazismo que defende a idéia que um ditador patriota deve assumir o poder, e todo o poder deve estar centralizado neste poder como foi o caso de Adolf Hitler.
 A Alemanha da república de Weimar era uma nação federalista, tanto que os nazistas tentaram se beneficiar, desse federalismo e dar um golpe no estado a Baviera.Onde Hitler foi preso e escreveu seu famoso livro Mein Kampf.Antes disso Hitler também ajudou um partido de esquerda em uma outra frustrada tentativa de golpe, nas regiões autônomas da Alemanha.Pode parecer estranho mais Hitler defendeu um partido de esquerda, sabe-se que os partidos como os de esquerda assim como o nazismo defenderam e defendem sistemas totalitários o centalizadores.
 A primeira coisa que Hitler fez ao assumir o poder, foi acabar com as autonomias regionais, e centralizar todo o poder em torno dele e do partido nacional-socialista.A democracia dentro da Alemanha acabou a partir da centralização, e todos os que se opuseram as vontade do Nazismo foram eliminados.
 Após a guerra a Alemanha se dividiu em duas, um lado capitalista e federalista, no outro lado comunista e centralizador.Apesar das ajudas externas em ambas as "Alemanhas", o lado federalista teve um desenvolvimento muito superior.
 O monstro do nazismo e da centralização ainda existe no mundo, e tende a crescer, dado a questões racistas, ou o medo de vivermos em uma nação comunista.
 O federalismo como foi visto, é oposto ao nazismo.Então considerar o federalismo como algo de extrema-direita e compara-lo ao nazismo é fruto de uma ignorância imensa.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Desigualdade Regional e o Federalismo

Regiões do Brasil: 1)Centro-Oeste 2)Nordeste 3)Norte
4)Sudeste 5)Sul
 Sabe-se que no Brasil, existe uma gigantesca diferença econômica e social entre as regiões e estados.Algo histórico, que diminuiu muito pouco com o passar das ultimas décadas.
 Os maiores críticos do federalismo, afirmam que com autonomia, para as unidades da federação muitos estados iriam a falência, ou passariam por graves crises financeiras.Pois muitos estados praticamente dependem das verbas da União, vindas de outras regiões.
 Porém não podemos descartar que, ja chegamos a um ponto depois de décadas,  onde cada estado ja deveria estar produzindo e se tornando auto-sustentável.Pois ja foram bilhões em investimentos, durante décadas de centralização.Ou seja, os resultados apresentados, estão longe dos previstos e esperados.E isso culpa de quem, de administrações ruins,da corrupção, ou um defeito da própria centralização.
 Com o Federalismo pleno, os estados terão maior autonomia para administrar os seus recursos, e poderão escolher uma carga tributaria que melhor se aplique a sua realidade.Hoje temos uma verdadeira guerra fiscal entre estados para disputar a instalação de empresas.Um caso clássico foi a disputa entre a Bahia e o Rio Grande do Sul.Onde estes estados disputaram uma fabrica da Ford.As reduções tributarias e as vantagens oferecidas a montadora foram tão grandes, que praticamente o governo paga o salário dos funcionários da Ford.Outro caso é a migração de empresas do sul para o nordeste, em busca de menores impostos, e de mão de obra mais barata.
 Os estados por não terem opção ficam na mão das grandes empresas, se houvessem mais impostos, exclusivo dos estados, essa guerra fiscal iria se reduzir, ou as perdas não seriam tão grandes e humilhantes para as unidades da federação.
Protesto contra governo federal,
 e em favor dos municípios na Bahia
 Ja aconteceram muitos protestos de prefeitos e governadores dos estados mais pobres em favor do federalismo fiscal.Então dizer que o federalismo é uma desvantagem para os estados mais pobres, é estar por fora da realidade.
A centralização impede a fiscalização e favorece a corrupção.Os unicos que sairão perdendo com o federalismo, não seriam os estados mais pobres, e sim os políticos corruptos dos estados ricos e pobres.
Podem ter certeza de uma coisa, os primeiros que vão criticar o modelo federalista serão estes políticos de ma fé com medo de perder sua ilegal fonte de renda, roubando o dinheiro federal.

http://www.vozativa.kit.net/pagini56.htm
http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u17619.shtml

domingo, 19 de setembro de 2010

Federalismo e Autonomia, uma nova tendência mundial.

“Se uma república é pequena, ela é destruída por uma força estrangeira, se é grande, destrói-se por um vício interno."

Países que se dizem Federalistas.
 Começamos o artigo com uma frase do célebre pensador iluminista francês Montesquieu.Que direta ou indiretamente retrata dois problemas vividos hoje.Um destes problemas é a criação de pequenos países, cada vez mais fracos politicamente, como aconteceu com o fim da URSS, e da Iugoslávia, que se dissolveram na maioria em pequenos países, de pouca influencia mundial.E outro problema são as grandes nações como Russia e Brasil que apesar de uma imensa extensão territorial mantém um governo centralizado e o federalismo é apenas teórico.
 Para que grandes nações não seja dissolvidas, cada vez mais países adotam um sistema autonomista e federalista.Principalmente em regiões onde existe um conflito de origem étnica.Exemplos de países que deram autonomia são a China, com regiões autônomas como Macau e Hong Kong.A Dinamarca que concedeu autonomia total para a Groenlândia.E outros países como Canadá, Holanda, Índia,Paquistão, entre outros.
 Existem países na atualidade que só existem com a criação de pactos federativos.Como o caso de Alemanha,Argentina e Itália, que eram um grupo de regiões autônomas e de países independentes.
 Os países mais fortes da atualidade como EUA,China, Alemanha, Austrália, Canadá dependem do federalismo ou de suas regiões autônomas para manterem uma economia forte e manterem uma influencia mundial.
União Européia.
 Até mesmo blocos como a União Européia, só existem porque respeitam as autonomias locais. Recentemente, houve uma tentativa de impor uma lei geral dentro da União Européia, este bloco por pouco não se dissolveu.
 Existem tipos de federalismo, o federalismo autonomista, existente em países como EUA, Suíça,Alemanha.E o federalismo teórico ou centralizador, que existe em países como Brasil, Russia e Argentina.
 Então a unica maneira, de manter uma nação forte, e com progresso, é com o Federalismo verdadeiro.Pois como disse Montesquieu o Brasil pode ser destruído por um vicio interno.Um vicio chamado centralização.
http://www.mundojuridico.adv.br/sis_artigos/artigos.asp?codigo=493
http://pt.wikipedia.org/wiki/Federa%C3%A7%C3%A3o

20 de Setembro.

República Rio-Grandense
  "Como a aurora precursora do farol da divindade.Foi o 20 de Setembro o precursor da liberdade."


 Começamos este artigo, com um trecho do hino o Rio Grande do Sul.Que cita o dia 20 de setembro.Mais precisamente do dia 20 de setembro de 1835, quando as tropas lideradas por Bento Gonçalves, invadiram Porto Alegre.Dando inicio ao mais longo conflito ocorrido no Brasil.Esta guerra que durou quase 10 anos deixando marcas na história e na cultura gaúcha e catarinense.
 Esta guerra é vista por muitos como um conflito separatista, que tinha como objetivo tornar o Rio Grande do Sul, uma nação independente do Império Brasileiro.Porém os principais objetivos desta guerra não eram separatistas.E sim eram objetivos Republicanos e Federalistas.Esta guerra tinha Influencia do Partido Liberal, e foi moldada nas lojas de Maçonaria, inspirada na independência do Uruguai.Porém com o decorrer da crise, o objetivo tornou-se separatista e foi proclamada independência, essa independência foi reconhecida por países como EUA,França,Uruguai e as Províncias unidas do Rio da Prata(Argentina).
  Outro erro comum associado a Revolução Farroupilha, é dizer que ela foi algo que só aconteceu no Rio Grande do Sul.Ela se expandiu pra outras Regiões, no estado de Santa Catarina, onde foi criada a República Juliana que atuou em confederação com a República Rio-Grandense.E esse conflito influenciou dois outros movimentos em outras regiões do Brasil, como a Sabinada ocorrida na Bahia, e a Revolução Liberal que ocorreu no estado de São Paulo.
  Os principais motivos, para o inicio desta guerra.Foram , o altos preço dos impostos imperiais que não ficavam na província e nem retornavam a ela, e a falta de poder político da província em relação ao governo central.Muitos anos depois estes problemas continuam os mesmos, nas mesmas regiões do conflito. 
Agora o artigo será finalizado, com outro trecho do hino do Rio Grande do Sul, que reflete, o que acontece com a presente realidade dos estados e dos cidadãos brasileiros.


"Mas não basta pra ser livre ser forte, aguerrido e bravo.Povo que não tem virtude acaba por ser escravo."
República Juliana


http://letras.terra.com.br/hinos-de-estados/126618/
http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Farroupilha

sábado, 18 de setembro de 2010

O que é Pacto Federativo?

Pacto Federal Suíço.
  Muito se fala neste blog no termo "Pacto Federativo".Então será dada uma explicação sobre esse termo e sobre sua enorme importância dentro da política nacional do Brasil.
  Como sabemos inicialmente o modelo de Estado Federal Brasileiros foi emprestado do modelo federalista norte americano, que foi inspirado no Pacto Federal Suíço.Teoricamente, existe uma constituição federal que detém uma cláusula pátrea, mantendo unidas as federações(estados) a união federal.
 O Pacto Federativo é um acordo firmado entra a união e os estados federados.Este acordo estabelece as funções, direitos e deveres da união e dos estados.E por ser uma união federativa, teoricamente, o governo deveria ser descentralizado, assim como a arrecadação tributária.Deixando ao governo federal funções como a defesa nacional, emissão da moeda, e a política externa.Como funciona no modelo dos EUA.
 Porém o pacto federativo Brasileiro, centraliza o poder na capital federal, e distribui os recursos arrecadados de maneira injusta, gerando guerras fiscais entre os estados.Onde os estados são obrigados a reduzirem sua arrecadação para atrair empresas.Enquanto os impostos federais são concentrados em Brasilia.
  Propõe-se uma reforma no pacto federativo, dando prioridade aos municípios.Para que estes possam administrar uma maior fatia do que ali é produzido.
http://www.conamp.org.br/Lists/artigos/DispForm.aspx?ID=136
http://www.boletimjuridico.com.br/doutrina/texto.asp?id=187

Maçonaria propõe novo Pacto Federativo.

 Existe uma série de lendas por volta da maçonaria.Pois é uma organização, onde seus membros não comentam publicamente o que ocorre dentro dos rituais maçônicos.Dando espaço para teorias conspiratórias.O que pouca gente sabe é que a maçonaria tem uma grande e histórica importância política.Fatos como a independência do Brasil e dos EUA estão ligados a maçonaria.Até mesmo a proclamação da República, a Guerra dos Farrapos,a Guerra do Paraguai, tem em comum ligações com a maçonaria.
  Mais não existe nada de místico nisso, pois no passado a existência de partidos políticos era praticamente ilegal.Então a maçonaria por ser uma organização secreta, tomou o papel de organização política.
Com o passar dos tempos, a maçonaria foi perdendo força, e influencia nos governos.Apesar de muitos políticos serem membro desta organização.Até comenta-se na proibição de falar sobre política nas lojas maçônicas.
 Recentemente lideres maçônicos dos Rio Grande do Sul, lançaram uma campanha por um "Novo pacto Federativo".Alegando que a união retém 60% dos recursos.Impedindo o pregresso de estados e municípios.Um fato interessante que uma outra importante mobilização federalista ocorreu no Rio Grande do Sul,em uma loja Maçonica.Pois foi numa loja de Maçonaria em Porto Alegre que Bento Gonçalves e a elite farroupilha deram inicio aos 10 anos da revolução Farroupilha.Que inicialmente tinha uma ideologia federalista, e acabou se tornando separatista, devido a descrença no governo imperial.
http://www.gazeta-rs.com.br/noticia.php?id=8035
http://pt.wikipedia.org/wiki/Revolu%C3%A7%C3%A3o_Farroupilha
http://pt.wikipedia.org/wiki/Proclama%C3%A7%C3%A3o_da_Rep%C3%BAblica_do_Brasil
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ma%C3%A7onaria

Tipos de poder político.

Abaixo segue a lista com os principais tipos de poder político ou formas de governo.

ARISTOCRACIA
É um sistema elitista.Onde que comanda o estado é um grupo de pessoas pertencentes a classe social dominante(latifundiários, militares,sacerdotes...)


AUTOCRACIA
É um sistema onde um único homem detém o poder absoluto sobre o estado.Mesmo que a opinião deste homem não vai de acordo com a maioria.


CLEPTOCRACIA
A etimologia quer dizer "governo de ladrões".E ocorre quando o estado não é governado de maneira correta e justa. E passa a ser um estado corrupto.


CLEROCRACIA
É quando, sacerdotes governam o estado, e agem de forma corrupta.Este modelo é visto como uma deformação da Teocracia.


CORPORATIVISMO
Também chamado de fascismo(modelo italiano).De acordo com seus postulados o poder legislativo é atribuído a corporações representativas dos interesses econômicos, industriais ou profissionais, nomeadas por intermédio de associações de classe, que através dos quais os cidadãos, devidamente enquadrados, participam na vida política.


CORPOROCRACIA
É quando o estado é dominado e controlado por grandes empresas privadas.Não existe no mundo estado que admita ter esse sistema político, apesar de muitos países estarem correndo risco de se tornarem vitimas deste sistema.


MERITOCRACIA
Esse sistema de governo classifica o status de um cidadão por mérito.Ou seja se uma pessoa almeja um cargo publico deve conquista-lo, e provar que tem a capacidade para tal responsabilidade.Onde valores como educação e competência são essenciais.


MINARQUIA
É um sistema, que defende que o estado seja o mínimo.É um sistema considerado um liberalismo radical.Onde os impostos não devem passar de 6% de toda a economia.E o estado deve cuidar apenas da legislação e da segurança pública.sistema semelhante ao aplicado em Hong Kong e nos tigres asiaticos.Além dos EUA de 1780 até 1913.


OLIGARQUIA
É o governo de poucos.Onde um grupo reservado de familias e cidadãos se revezam no poder.Normalmente familias de grandes proprietários.


PLUTOCRACIA
Esse sistema defende que o grupo mais rico da sociedade deve controlar o governo.


SOCIOCRACIA
É um sistema de governo que se baseia em decisões tomadas com o consentimento de indivíduos iguais e numa estrutura organizacional que se assemelha a um organismo vivo. É fundamental na sociocracia o princípio de auto-organização, assentado nas teorias sistêmicas de inteligência coletiva.


TECNOCRACIA
Governo dos técnicos.Onde as pessoas capacitadas e treinadas devem governar e controlar os meios de produção.Cidadãos devem ser treinados para assumirem funções dentro do governo e dos meios de produção.Como se o governo tivesse a função e o funcionamento de uma empresa.Numa maneira geral, o governo deve ser controlado pelos meios de produção.


TEOCRACIA
É o governo, onde tudo é voltado de acordo com os fundamentos de alguma religião.E clérigos assumem o papel de controlar o estado.


CAUDILHISMO
É o exercício do poder político caracterizado pelo agrupamento de uma comunidade em torno do caudilho. Em geral, caudilhos são lideranças políticas carismáticas ligadas a setores tradicionais da sociedade (como militares e grandes fazendeiros) e que baseiam seu poder no seu carisma. Muitas vezes, líderes são chamados de caudilhos quando permanecem no governo por mais tempo do que o combinado. O caudilhismo se apresenta como forma de exercício de poder divergente da democracia representativa. No entanto, nem todos os caudilhos são ditadores: às vezes podem exercer forte liderança autocrática e carismática mantendo formalmente a normal democrática.


CORONELISMO
É uma variação do sistema oligárquico.Onde familias defendem latifúndios, e buscam tomar controle político nas regiões onde habitam essas familias.




http://pt.wikipedia.org/wiki/Coronelismo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pol%C3%ADtica

Varios partidos e ideologias, mas uma opinião comum entre eles.

   Sabemos que no Brasil existe uma diversidade ideologia, e uma rivalidade partidária imensa.Onde pessoas d partidos e ideologias rivais, praticamente são inimigos mortais.Isso podemos verificar nos debates na internet, principalmente em tópicos no Orkut.Onde vemos fanatismo de diversas ideologias políticas, onde raramente existem pessoas neutras, que vão ao tópico apenas para expor a sua opinião sem querer se impor sobre os outros.Neste cenário de rivalidades, é muito difícil encontrar um ponto comum entre essas ideologias e partidos.   
Porém ao analisar discursos, de políticos de diferentes correntes, nota-se um ponto comum entre prefeitos e governadores independente de partido.Ambos criticam a centralização do governo em Brasilia.Alguns exemplos são o atual prefeito de Joinville a maior cidade de Santa Catarina,Carlito Merss do PT que admitiu ja ter participado de debates separatistas, e declarou a imprensa  "É claro que existem pessoas sérias e bem intencionadas, principalmente as que criticam a concentração de impostos em Brasília, em desrespeito ao pacto federativo. Isso tem de mudar, embora sem necessidade de separatismo. Infelizmente, ainda existe muito fascismo entre o separatismo, do tipo 'aqui trabalhamos e o resto é tudo vagabundo".Outros politicos que ja deram declarações em favor de uma reforma no pacto federativo foram Cesar Maia do DEM, Luiz Henrique da Silveira, e Roberto Requião, ambos do PMDB. Yeda Crucius do PSDB também defendeu autonomia aos estados.Dois casos recentes que se tornaram populares, foram o do então governador carioca Sérgio Cabral, que chorou com a quebra de um direito federativo do estado do Rio de Janeiro.E Aécio Neves então governador de Minas Gerais que repetiu varias vezes um discurso por um novo pacto federativo. 
Prefeitos protestam por um novo Pacto Federativo.
   Como vemos todas as correntes politicas a chamada esquerda e a direita pedem maior autonomia e um novo pacto federativo.Então isso é sinal que a centralização não é vantagem pra ninguém.Só resta saber os motivos de vivermos em um regime centralizado.




http://diariodorio.com/os-royalties-do-petrleo-e-a-incompetncia-de-sergio-cabral/
http://www1.an.com.br/2001/abr/15/0pot.htm
http://www.atarde.com.br/politica/noticia.jsf?id=2252608

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Federalismo e Autonomia.

Cantões Suiços
  Federalismo, é uma idéia política antiga, que busca formar uma nação, com varios estados membros federados, ou seja uma confederação.A exemplo da Confederação Helvética, surgida em 1291, onde os cantões de diferentes povos e idiomas se uniram para formar uma nação federalista que hoje chamamos de Suiça.Nesta confederação pouca coisa mudou a não ser o nome do país, e um pouco da constituição.Isso em mais de 700 anos de existência.Enquanto o Brasil e seu governo centralizado, e muito menos tempo ja mudou de constituição mais de 20 vezes.
  A receita é simples, poder descentralizado e perto do povo.É a verdadeira democracia.Autonomia para cantões que, são pequenas nações com espaços muito reduzidos.Em um estado como São Paulo caberiam, dezenas destes cantões autônomos.
   A idéia do Federalismo foi seguida por muitas outras nações, um exemplo são os Estados Unidos, que o próprio nome ja diz, surgiu de uma união de estados que eram independentes.Antigas colônias inglesas que se uniram para formar uma unica nação forte, respeitando a autonomia de cada estado, com uma constituição que permanece inalterada desde o surgimento dos EUA.
  O Brasil também ja teve o nome de Estados Unidos do Brasil, pois em uma rápida passagem de sua história, teve um período Federalista.Que começou com a república, e acabou definitivamente com a Era Vargas. Apesar  de ser federalistas, as vezes o Brasil era dominado por tiranos que impuseram ditaduras.
E como sabemos algumas revoluções aconteceram para defender o ideal Federalista.
  Vivemos um período que se diz democrático, porém com poder centralizado na capital, e distante do povo.
Só vai existir democracia quando o povo participar do poder,quando o povo for o poder.E isso no Brasil só será possível com o verdadeiro federalismo aos moldes Hélveticos.

Mais um partido?

Aécio Neves
  Especula-se que o ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves.Insatisfeito, por não ter sido o candidato a presidência, neste ano.Estaria se contatando com lideres, insatisfeitos de outros partidos políticos.Dissidentes do PSDB,PSB,PDT,DEM e do PMDB.Estariam se reunindo, para criarem um novo partido político.
   Apesar de Aécio negar isso, pessoas próximas a ele afirmam isso.Pois com a criação de um novo partido, ele não estaria traindo, o seu partido de origem, e caso ganhe a eleição ao Senado, ele não perderá o cargo, pois criar um partido novo é visto como justa causa.
   Lembrando que o avô de Aécio, Tancredo Neves Rompeu com o MDB e ajudou a criar o PP(Partido Popular, depois incorporado ao PMDB).Então se essa especulação for verdadeira, Aécio vai repetir um feito de seu avô.
   O problema, é que o novo partido.Vai apenas ser uma nova sigla, para as mesmas idéias e para as mesmas pessoas.Não haverá nada de novo nesse partido.A não ser que exista algum interesse.Mais como vemos esse partido une varias ideologias, e não possui intenções ideológicas.Apenas intenções politiqueiras, de ser mais um time, para disputar um torneio chamado eleições.
   Enquanto nossa constituição diz que todas as ideologias políticas podem ser representadas em partidos, vemos que as velhas ideologias se repetem em novos partidos.E as novas ideologias, que não possuem partido reconhecido, não tem vez, nesse jogo de partidos que só tem interesses politiqueiros.Enquanto isso o Partido Federalista aguarda o reconhecimento do TSE.
http://noticias.r7.com/eleicoes-2010/noticias/aecio-nega-saida-mas-busca-dissidentes-no-pmdb-pdt-psb-e-ate-entre-tucanos-20100917.html

Eleições 2010

  Até o momento neste blog, não havia sido tocado nesse importante assunto.Apesar de se tratar de um blog sobre política.Este assunto torna-se inevitável.Porém o blog não apóia nenhum candidato, e nenhum partido que concorrem nestas eleições.
  O que vemos, entre os presidenciaveis é uma falta de propostas, se fizermos um parâmetro com as eleições passadas veremos muitas semelhanças.No caso dos maiores partidos PT e PSDB, os candidatos não falam e fazer coisas novas.Falam apenas em continuar com governos anteriores.E no caso da candidata Marina Silva, ela esta monopolizada em uma questão o meio ambiente, outro candidato, que também tinha sua campanha monopolizada em uma questão era o candidato, Cristovão Buarque, que só falava em educação.Não que essas questões não sejam importantes, mais sabemos que um país não depende, ou "sobrevive" apenas disso.
Sem contar propostas ridículas e inviáveis na atualidade de partidos nanicos, como aumentos absurdos do salário mínimo.O eleitor que votar num candidato assim, é muito desinformado, pois ao subir os salarios, com ele sobem os preços.
   Nos outros cargos, como no senado, e na camâra federal, vemos no horario eleitoral, candidatos ridiculos, que usam o horário eleitoral para zombar das eleições, o pior é saber que alguns destes serão eleitos, ou por "voto de repúdio", ou por ignorancia de alguns eleitores.
   No que se diz respeito ao federalismo, vi algumas propostas interessantes de candidatos de vários partidos defendendo a descentralização do poder, porém o numero de politicos que defendem essa idéia publicamente, ainda é reduzido.E estes politicos são provenientes das regiões, mais injustiçadas pelo sistema eleitoral vigente.
  E sobre cargos como governadores, e deputados estaduais, fala-se pouco, pois em um país como o nosso, estes cargos são de pouca importância, ja que a autonomia dos estados é muito menor do que deveria.E estes cargos tem um poder muito reduzido, de criar leis, e enviar verbas.Coisas em escala muito reduzida.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Xenofobia e preconceito.

  Antes de tudo, vou começar explicando a etimologia do termo xenofobia. Xenofobia é o medo, ou aversão a aquilo que é estranho, ou de fora.Esse termo é normalmente utilizado para o preconceito, contra grupos de estrangeiros ou de migrantes.
   O Brasil é mundialmente conhecido, por suas misturas e diversidades étnicas.Onde não existe nenhuma etnia predominante como acontece em países, como os asiáticos, europeus ou até mesmo nossos vizinhos latino-americanos como a Argentina onde predomina a etnia branca de origem ibérica, e em países como Bolivia onde os indígenas são a maioria da população, apesar de uma presença expressiva de outros grupos.
   Apesar de nossa diversidade étnica, os preconceitos são comuns.Generalizações são constantes.Onde cada região é taxada com um padrão generalizado.E disso surgiram grupos xenófobos, em grandes metrópoles, São Paulo, é um exemplo, apesar de ser formada por imigrantes de varias partes do mundo.É uma cidade com muitos grupos racistas, e xenófobos.Que agem violentamente, contra grupos como negros, homossexuais e os migrantes nordestinos.
Migração interna no Brasil.
   Porém São Paulo não possui exclusividade em xenofobia.Outras capitais ja tiveram situações semelhantes.No interior do nordeste existe um preconceito contra os migrantes sulistas que muitos acusam de roubarem as terras, dos habitantes locais.Em Florianópolis temos um grupo conhecido como Fora Haole, que prega violência contra paulistas, gaúchos, e de quem veio de outras regiões até mesmo do estado de Santa Catarina.Recentemente esse grupo,  foi acusado de agredir um homem até a morte pelo fato de estar vestido com uma vestimenta tradicional gaúcha a pilcha.Esse grupo tem uma comunidade no orkut, que prega a xenofobia.
   Mas o que faz que existam esses preconceitos em um país tão diverso como o Brasil?Talvez sejam as diferenças culturais, e a tentativa de impor uma cultura unica nacional.O Brasil, é grande demais para ter uma cultura unica, só falta a mídia enxergar isso.Temos que respeitar cada cultura, em seu estado, em sua cidade.
  Claro que existem outros fatores como econômicos e sociais, para que exista a xenofobia.Mais muito desse sentimento vem da ignorância dos xenófobos.
http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u18798.shtml
http://www.jornalnordeste.com/noticia.asp?idEdicao=76&id=2346&idSeccao=647&Action=noticia

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Bolsa Telefone

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou ontem a criação do "Bolsa Telefone", programa que deverá garantir acesso à telefonia fixa aos 12,6 milhões de beneficiários do Bolsa Família.
A medida só deverá entrar em vigor a partir de janeiro de 2012, porque precisa de regulamentação. Só depois é que os detalhes serão definidos. Hoje o que existe é um pedido do presidente Lula para que a mensalidade dos planos do "Bolsa Telefone" seja inferior a R$ 15.
Esse desconto tarifário deverá ser bancado pelas próprias operadoras (que oferecerão os planos) com parte dos lucros obtidos com a exploração do "backhaul" (centrais de comunicação instaladas nas sedes de cada município do país).
Com essa decisão, a Anatel está modificando o AICE (Acesso Individual Classe Especial), um programa que funciona atualmente como telefone fixo pré-pago para a baixa renda.
A partir de agora, o AICE atenderá os beneficiários do Bolsa Família, mantendo os clientes que já assinavam o plano. O preço atual pago pelos assinantes do AICE, que é de cerca de R$ 20, será reduzido para R$ 15.

Essa é uma medida realmente necessária, ou uma medida politiqueira?Estamo em ano de eleição, e sabemos, que muitos eleitores vão votar nos candidatos do governo por medidas como essa.Mas não seria mais vantajoso para todos, reduzir os abusivos impostos da telefonia?
FICA AI UMA IDÉIA PARA SER PENSADA.
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/792789-anatel-aprova-criacao-do-programa-bolsa-telefone.shtml

sábado, 11 de setembro de 2010

Centralização e Descentralização dentro da administração de empresas.

Vantagens da Centralização:


1. as decisões são tomadas por administradores que tem urna visão global da empresa;
2. tomadores de decisão situados no topo e geralmente melhor treinados e preparados do que os que estão nos níveis mais baixos;
3. eliminação dos esforços duplicados reduz os custos operacionais;
4. certas funções – como compras – quando centralizadas, provocam maior especialização e aumento de habilidades;
5. decisões são mais consistentes com os objetivos empresariais.
Desvantagens da centralização:
1. as decisões não são tomadas por administradores que estão próximos dos fatos
2. tomadores de decisão situados no topo raramente tem contato com os trabalhadores e com as situações envolvidas;
3. as linhas de comunicação mais distanciadas provocam demoras prolongadas;
4. administradores nos níveis mais baixos são frustados porque estão fora do processo decisorial;
5. pelo envolvimento de muitas pessoas nas comunicações, há mais possibilidades de um erro e de distorções pessoais.
Vantagens da descentralização:
1. decisões são tomadas mais rapidamente pelos próprios executores
2. tomadores de decisão são os que têm mais informação sobre a situação
3. maior envolvimento na tornada de decisões cria maior moral e motivação entre os administradores médios
4. proporciona bom treinamento para os administradores médios

Desvantagens da descentralização:
1. pode ocorrer a falta de informação e coordenação entre departamentos
2. maior custo por administrador devido ao melhor treinamento, melhor salário dos administradores nos níveis mais baixos
3. administradores tendem a uma visão estreita e podem defender mais o sucesso de seus departamentos em detimento da empresa como um todo
4. políticas e procedimentos podem variar enormemente nos diversos departamentos.
Sabemos, que a administração de uma cidade,estado ou país é muito mais complexa que a administração de uma empresa.Porém os conceitos teóricos são os mesmos.Onde os clientes são os cidadãos, os executivos são os políticos, e os colaboradores somos todos nós.As teorias são as mesmas aplicadas de diferentes formas, seja no estado ou em uma empresa.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Federalismo pleno.

Federação Russa
   Teoricamente o Brasil é um pais federalista.E esse fato é exposto em seu nome completo "República Federativa do Brasil".Porém, o federalismo brasileiro, não segue o "padrão" de federalismo.Pois não existe autonomia para as unidades da federação.
   Mas essa falta de autonomia, em um pais que se considera uma união federativa, não é exclusiva do Brasil.Outra nação gigantesca, que mantém o poder centralizado é a Russia.Neste país, muito se fala nas "repúblicas autônomas", onde apesar do nome, são submetidas ao governo centralizado em Moscou.Esta herança de centralização, vem desde o império russo, passando pelo comunismo da URSS.
Getúlio Vargas
   Muitos citam que a exemplo da Russia, o governo centralizado no Brasil também é uma herança de uma ditadura, no nosso caso ,a ditadura militar.Porém a história ja é mais antiga, com Getulio Vargas.Antes dele o Brasil de fato poderia ser considerado um país federalista.Mas com Getulio Vargas o governo foi centralizado, houveram até cerimônias como a queima das bandeiras dos estados, que simbolizava o fim do federalismo pleno no Brasil.
   E desde então vivemos, e nos acostumamos, com um governo concentrado na capital federal.Até pouco tempo tínhamos poucas expectativas de uma descentralização do poder.Mas agora o Partido Federalista esta ai, para isso.Pois passou a ser de pouco interesse , o federalismo para muitos políticos.Pois com o federalismo, o povo tem maiores condições de fiscalizar o que realmente se passa, pois o governo fica mais próximo de todos.E a criação de um novo partido que levanta a bandeira do Federalismo, passou a ser de extrema necessidade para um futuro de progresso no Brasil.