AUTONOMIA É O CAMINHO

Este Blog luta pelo verdadeiro Federalismo.
Onde cada unidade federativa do Brasil terá autonomia para fazer sua legislação, e adminstrar seus proprios recursos.
E as injustiças politicas e fiscais entre as unidades da federação serão eliminadas com o Federalismo.
No Brasil tudo passa por Brasilia, sendo que o caminho pode ser encurtado.
O BLOG NÃO TEM RELAÇÕES COM O PARTIDO FEDERALISTA.APESAR DE APOIAR ESTE PARTIDO.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Confederação das Tribos de Israel

 Por volta de 1250 a 1050 a.C. após a lendária passagem de Moisés pelo mar Vermelho ,depois de um processo de assentamento, houve uma significativa mudança política na região onde hoje conhecemos como Palestina e Israel.Haviam 12 (o numero varia conforme o texto bíblico) tribos nesta região,que se reunirão numa unidade, onde elas mantinham um poder autônomo, e descentralizado.Cada tribo era controlada, ou governada por um juiz.
 Este sistema é considerado por muitos historiadores, como uma "confederação" de tribos, que dava liberdade a autonomia para cada tribo agir politicamente dentro dos seus limites tribais.
 Os lideres destas tribos se reuniam na bíblica e lendária cidade de Siquém, onde formou-se a assembléia de Siquém, que tomava as decisões interessantes para o conjunto das tribos.Nesta confederação não haviam impostos,poder, e nem mesmo um exercito unificado.
 Cada tribo, era dividida em clãs, e cada clã era um conjunto de familias, e a familia era a unidade básica da sociedade.Era um sistema democrático, se analisarmos os padrões daquela época.
 O sistema tribal, durou por cerca de 200 anos, e acabou devido a ganância dos homens por poder, onde a monarquia foi imposta a força na Palestina.
 Muitos afirmam que a Confederação das Tribos de Israel, foi a primeira nação realmente democrática e federalista do mundo.Ja outros defendem a Confederação da tribos como uma forma de anarquismo ou comunismo primitivo, entre estes se encontram os radicais protestantes que interpretavam a bíblia, com instruções para a formação de um socialismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário